A- A+

Notícias

Projetos
22-11-2021

CEIVAP lança 1º PRISMA do Programa Mananciais

Foto: Acervo CEIVAP Noticia

PRISMA do Barracão dos Mendes, Nova Friburgo/RJ

O CEIVAP lançou, no último dia 18, o primeiro Projeto Participativo de Incremento de Serviços Ambientais na Microbacia Alvo (PRISMA). Concluído no âmbito do Programa Mananciais, o projeto foi realizado em Barracão de Mendes, na região hidrográfica do Rio Dois Rios em Nova Friburgo/RJ. 

 

Programa Mananciais consiste no desenvolvimento e execução de ações para aumentar a disponibilidade hídrica e melhorar a qualidade das águas do Paraíba do Sul e de seus afluentes. Seu principal objetivo é proteger, manter, recuperar, expandir e assegurar a oferta de serviços ecossistêmicos que contribuam para a manutenção da qualidade e regulação da disponibilidade da água de mananciais estratégicos na bacia.   

 

A iniciativa é dividida em cinco etapas e o PRISMA é uma delas. Nele é consolidado o diagnóstico ambiental da microbacia-alvo e apontado as intervenções necessárias no local. O especialista em recursos hídricos e responsável técnico do Mananciais, Flávio Monteiro, ressaltou, na live de lançamento, a ideia do programa e o seu objetivo na bacia. “Nossa meta é de nos próximos 15 anos alcançarmos o total de 21 PRISMAS elaborados.  A ideia é que o CEIVAP seja percebido como pioneiro em fazer esse tipo de investimento pensando na revitalização de bacias hidrográficas como forma de fazer gestão de água.” 

 

Marco Alexandre Silva André, representante da Agência Nacional de Águas e Saneamento (ANA) na ocasião, parabenizou todos os envolvidos na inciativa. “Mais uma vez o CEIVAP sai na frente e é uma referência nacional para outros comitês., destacou. 

 

Para a região de Barracão de Mendes, foram destinados cerca de R$ 2,5 milhões para a execução das seguintes ações: tratamento de efluentes domésticos, racionalização do uso da água, capacitação, monitoramento, estradas vicinais, recomposição florestal, isolamento de áreas e implantação de SAF. 

 

As intervenções na região serão iniciadas em fevereiro de 2022. Ao longo da vigência do atual Plano de Recursos Hídricos da bacia, estão previstos três ciclos dessa iniciativa, totalizando investimentos de R$ 84,6 milhões em ações. 

Voltar ao topo

VOLTAR PARA O TOPO